segunda-feira, 3 de março de 2014

Mantendo o rebelde na coleira...

Eu sou mesmo uma pessoa de sorte... Depois de todos esses anos sem dominar, encontro o submisso dos meus sonhos, que seria perfeito se não fosse tão rebelde. Desobediência e displicência são o sobrenome dele. E é desnaturado, ah, como é... Mas têm duas coisinhas, em especial, que tiram ele do sério: o HOGTIED e a vulnerabilidade extrema.

Funciona quase como uma palavrinha mágica. Falou "hogtied" ele implora, pede, me chama de Rainha, Senhora, faz promessa, só falta chorar. E eu, claro, adoro. Adoro quando ele diz que vai enlouquecer de tesão, adoro quando ele me pede pra dizer o que eu vou fazer com ele, adoro o jeito como ele transpira sensualidade a cada letra que digita no teclado do telefone. Adoro quando ele diz que sou única, que sou a dominadora perfeita...Adoro, especialmente quando ele diz que se assusta com a nossa afinidade de Domme e submisso que parece ser de anos, quando na verdade, ainda nem nos vimos.

Isso é muito mais que vaidade de dominadora. É o reconhecimento por tocar nos pontos certos, por conquistar a confiança dele e ter certeza de que ele quer isso tanto quanto eu, e se sente seguro comigo.  A vaidade de dominadora acaba quando eu deixo de me lembrar que ele diz:"Você me deixa louco, e vai acabar comigo", e começo a pensar na responsabilidade que é ter uma pessoa entregue a você, vulnerável, frágil, te servindo pelo prazer de servir.

Então, como eu já disse mais de um milhão de vezes, essa história não é minha, é nossa. Tá sendo costurada (lentamente, admito) em muitos tons, que é pra ficar bem bonita. Não é unilateral, porque sei que o prazer que ele vai me proporcionar quando ajoelhar e, reverente, baixar os olhos, merece ser compensado. Pra isso, eu vou alimentando as taras do meu submisso rebelde, mantendo ele sempre na coleira da Morgana, que é pra não perder o costume.

D., essas fotos são pra você, com todo o carinho e bom gosto que sua dominadora possui... E saber que você vai curtir cada uma delas como se fosse eu subjugando você, me deixa louca, com a boca seca, respiração ofegante, guardando tudo isso pra nós dois, quando chegar a hora.


















Nenhum comentário:

Postar um comentário